Rabo de Saia: Adeus samba canção

 Nada de samba canção em tons cinzas ou amarelos ou aquelas grandes cuecas simples, tradicional, de algodão e com elástico. A boa notícia é que o homem de hoje procura em sua roupa íntima por uma modelagem especial aliado a certo modismo, além do conforto, é claro. No mesmo rumo da lingerie feminina, as cuecas ganharam novas versões e modelos e passaram, em pouco tempo, a ter um lugar especial no guarda-roupa masculino, assim como as calcinhas e sutiãs. E olha que o investimento é alto.
A marca Calvin Klein, por exemplo, foi a primeira das grandes marcas a inserir no elástico das cuecas – tradicionais e boxers – sua marca. E a moda pegou. Na sequencia vieram Armani, Versace, Diesel e por aí vai. Ao longo dos anos a peça íntima masculina foi sendo adaptada à moda aderindo tecidos mais maleáveis e mais confortáveis. Depois, chegaram os cortes. Hoje, já se fala em cuecas para compor o look.
Para Mário Costa, consultor de moda da marca Convicto – fabricante de
cuecas, diz que, “não é de hoje que os homens estão dando uma importância maior ao visual. A escolha da cueca era feita apenas visando o conforto. Hoje, essa preocupação se dá na mesma proporção da escolha do look”. Como as calças e bermudas possuem cortes mais largos, as cuecas ganharam um espaço mais ousado e, digamos, mais exposto. O consultor defende que os homens estão mais ligados à moda. “A cueca está para o homem no mesmo patamar que a lingerie feminina está para mulher”.
E com tanto consumidor, os modelos mudaram. Hoje, elas são feitas em algodão com elastano para dar maior conforto e flexibilidade. Quanto aos cortes, os modelos Boxer, Slipper e Sunga são os três mais procurados. As cores preferidas, segundo Costa, são branco, cinza e preto. “Mas, já existem os mais modernos e fashionistas que buscam cores mais ousadas como o turquesa, verde e lilás”, mostra.
Quem diria. As peças que originalmente foram pensadas e produzidas como proteção, hoje, habitam o guarda-roupa masculino como item fashion e indispensável. E foi pensando desta forma, que a grife masculina Convicto, por exemplo, desenvolveu uma linha de “underwears” que agrega moda e conforto. “É possível identificar traços da personalidade do homem só de olhar para o tipo de cueca que ele veste”, afirma o consultor. Está aí a dica: me diga a cueca que usa que eu lhe direi que tipo de homem é você.

Por ANDREA BERZOTTI
Fonte: http://jornaldofarolrp.com.br/?p=150

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>